sexta-feira, 21 de dezembro de 2007

Feliz Natal amigo!

Mensagem enviada por grande Amigo!

Muito, muito obrigado pela tua mensagem.

A ti, como desejo de Natal, só te posso pedir que faças o favor de ser feliz e que acredites em cada uma das palavras que escreveste nesta mensagem de Natal!!!

Um beijo enorme!



"O Natal, é um momento doce e cheio de cor. É tempo de repensar valores, de ponderar sobre a vida e tudo que a cerca. É momento de deixar nascer essa criança pura, inocente e cheia de esperança que mora dentro dos nossos corações. É sempre tempo de contemplar os valores humanos e fazer entender que o ser humano vale por aquilo que é e faz, e nunca por aquilo que possui. O Natal é um dia festivo e espero que o teu olhar possa estar voltado para uma festa maior e cheia de alegria. Que neste Natal te que traga raios de luz que ilumine o teu caminho e transforme o teu coração a cada dia, fazendo que vivas sempre com muita felicidade. Também é tempo de refazer planos, reconsiderar os equívocos e retomar o caminho para uma vida cada vez mais feliz. Teremos outras 365 novas oportunidades de dizer à vida, que de facto queremos ser plenamente felizes. Que queremos viver cada dia, cada hora e cada minuto em sua plenitude, como se fosse o último. Que queremos renovação e buscaremos os grandes milagres da vida a cada instante. Todo Ano Novo é hora de renascer, de florescer, de viver de novo. Aproveita este ano que está a chegar para realizar todos os teus sonhos! FELIZ NATAL E UM PRÓSPERO ANO NOVO PARA TI E PARA TODA A TUA FAMÍLIA!

bjs "

quarta-feira, 19 de dezembro de 2007

Arrisca!!!!

video

Este video foi enviado por uma amiga muito especial (obrigado linda), mas que representa tudo o que me apetece fazer nesta fase da minha vida.

Desde que decidi pensar em mudar a minha vida, parece que tudo o que me rodeia me incentiva a isso!

Será que são sinais :)???

quinta-feira, 13 de dezembro de 2007

Até já Leonardo!

Olá Leonardo!

És liiindoooo!!! Eu vi-te e já tenho uma fotografia tua!

Estou ansiosa por te conhecer J. Aliás, parece que já te conheço há imenso tempo!
Sabes, és um bebé cheio de sorte. Vou dizer-te porquê: os teus Pais são os seres mais fantásticos que conheci em toda a minha vida. Tu ainda não os conheces muito bem. Ouviste a voz deles, ouviste uns ruídos estranhos, sentiste o seu calor, as mãos, o enorme amor que têm por ti, desde que eras um feijãozito, mas quando olhares nos olhos da tua mãe pela primeira vez vais perceber que é muito mais do que te digo!!!
Tramaste-os bem com o truque da perna na tua última vista ao médico. Eles bem que insistiam na surpresa. Mas assim, já não te arriscas a ter de vestir uma saia :), e eu não podia ter esta mesma conversa contigo.
Vais fazer parte da Família Amor!!! E também vais conhecer os malucos dos amigos dos papás (essa parte terás de te preparar melhor ;), somos aqueles de quem tu ouves vozes e te acordam, que insistem em tocar na barriga da tua mamã só pra te sentir e fazer as palermices do costume: vá dá lá um chuto! Mas estiveste sempre bem – ignoraste-nos! Bem…pelo menos a mim J.

Pois é…
Sabes, hoje apetece-me dizer-te o quanto gosto dos teus Pais. Tenho muita “inveja” (boa e saudável) dos seres que eles são. Sinto-me triste por não ter a coragem de não conseguir pertencer ao mesmo mundo que o vosso. Sim, porque vocês vivem no Mundo das Maravilhas
:)! Não sabias???? Pois, mas é como te digo.

Não sentes Paz aí dentro? Eu também sinto sempre que estou com eles. Cada momento torna-se único. Tenho muita muita admiração pela inigualável dupla que fazem. É perfeita!
Admiro todos os projectos em que embarcam e abraçam. A entrega é total em cada coisa que fazem, o amor é tanto, que transformam qualquer situação rotineira num acontecimento especial e inesquecível. Uma festa de anos, um concerto :), até o próprio casamento! Não passaria pela cabeça de nenhuma noiva entrar no recinto do seu casamento de rappel :), sim Lee, a tua mãe!!!! Imagino como será contigo!

Quero que saibas que és muito bem-vindo, és muito desejado, e que vou estar sempre por perto para tudo o que precisares.

Olha, diz aos teus papás que tenho saudades deles e que vos queria ter sempre por perto…

Fiquem bem.

Até já Leonardo!

O teu suspiro Amiga!

Amado

Vanessa Da Mata

Composição: Vanessa da Mata

Como pode ser gostar de alguém
E esse tal alguém não ser seu
Fico desejando nós gastando o mar
Pôr do sol, postal, mais ninguém

Peço tanto a Deus
Para esquecer
Mas só de pedir me lembro
Minha linda flor
Meu jasmim será
Meus melhores beijos serão seus

Sinto que você é ligado a mim
Sempre que estou indo, volto atrás
Estou entregue a ponto de estar sempre só
Esperando um sim ou nunca mais

É tanta graça lá fora passa
O tempo sem você
Mas pode sim
Ser sim amado e tudo acontecer

Sinto absoluto o dom de existir, não há solidão, nem pena
Nessa doação, milagres do amor
Sinto uma extensão divina

É tanta graça lá fora passa
O tempo sem você
Mas pode sim
Ser sim amado e tudo acontecer
Quero dançar com você
Dançar com você
Quero dançar com você
Dançar com você


(esta letra foi colocada por uma amiga - "Esta letra descreve o q eu sinto na perfeição..." )

Hoje - Para ti, por seres quem és




Encontro-te perdido na noite, caminhas na minha direcção
Sobretudo negro, mão no bolso e curtindo um cigarro
À luz do lampião trocamos ideias
Seduziste-me com o teu olhar
Por momentos, fiquei sem palavras, sem respiração
Flutuei no teu mar
Escutei-te com atenção

Acredito que na vida nada acontece por acaso
Quando tenho uma mão cheia de nada, apareceste tu

Como veio, eu não percebi
Trocamos olhares e carinhos
Perdemo-nos no tempo,
Esquecemo-nos tudo o que nos rodeia

Não sei se o Mundo mudou por te ter
Contigo aprendi a ver mais alto, a ser maior
Talvez tenhas feito em mim o que mais ninguém fez

Ao teu lado sorrio até mais não poder ser
Não faço nada de especial
E tu só queres ver-me feliz

Sobrevoamos as muralhas
Lá em baixo as luzes da cidade
O ritmo incessante do dia-a-dia
E nós, perdemo-nos na calmia da noite

quarta-feira, 12 de dezembro de 2007

Encosta-te a mim

Encosta-te a mim,
nós já vivemos cem mil anos
encosta-te a mim,
talvez eu esteja a exagerar
encosta-te a mim,
dá cabo dos teus desenganos
não queiras ver quem eu não sou,
deixa-me chegar.
Chegado da guerra,
fiz tudo p´ra sobreviver em nome da terra,
no fundo p´ra te merecer
recebe-me bem,
não desencantes os meus passos
faz de mim o teu herói,
não quero adormecer.
Tudo o que eu vi,
estou a partilhar contigo
o que não vivi,
hei-de inventar contigo
sei que não sei,
às vezes entender o teu olhar
mas quero-te bem,
encosta-te a mim.
Encosta-te a mim,
desatinamos tantas vezes
vizinha de mim,
deixa ser meu o teu quintal
recebe esta pomba que não está armadilhada
foi comprada, foi roubada, seja como for.
Eu venho do nada
porque arrasei o que não quis
em nome da estrada onde só quero ser feliz
enrosca-te a mim,
vai desarmar a flor queimada
vai beijar o homem-bomba,
quero adormecer.
Tudo o que eu vi,
estou a partilhar contigo
o que não vivi,um dia hei-de inventar contigo
sei que não sei,
às vezes entender o teu olhar
mas quero-te bem,
encosta-te a mim.

Jorge Palma

segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

"...por trás de tudo o que importa, vem um sentido prá vida"

Eu sei que estás a sofrer e muito. Nada do que eu te possa dizer vai eliminar a tua dor. Mas queria muito poder atenuá-la. Sei que já me ouviste dizer isto imensas vezes, mas repito, porque acredito mesmo que tudo, mas tudo, tem um sentido e acontece com um objectivo muito bem definido.
Temos momentos de grande sofrimento, de dor, de perda. É verdade, mas se pensares bem, há muitos acontecimentos passados e outros que ainda estarão para vir que compensam toda a mágoa. Eu costumo dizer que esses momentos menos bons, são as cicatrizes da minha maturidade! Fazem-nos crescer tanto…mas quando renascemos, somos muito maiores e vemos mais alto!!

Digo-te que faças o teu “luto”, sozinha, só tu. Esvazia totalmente a tua alma.
Pára e pensa em tudo o que aconteceu. Vai caminhar um pouco num local calmo e com árvores :) e revê os bons momentos que passaste. Valeu a pena? Certamente que a tua resposta é sim. Então sorri :).
Junta todas as imagens, todos os momentos e converte-os num capítulo da memória da tua vida. Não guardes raiva nem rancor, porque se o fizeres não vais deixar ninguém se aproximar de ti e não vais conseguir amar ninguém livremente e sem mágoa. Por muito que se fale, não é verdade que as pessoas são todas iguais. Apesar de todos sermos feitos da mesma matéria, ninguém, mas ninguém, é igual!
Sim, porque que a pessoa da tua vida está à tua procura e tens de estar linda e maravilhosa J para o receber.
Provavelmente, antes disso acontecer, ainda vais passar por outras situações semelhantes a esta. E se isso acontecer, vais cair, vais chorar, vais levantar-te e vais seguir em frente novamente. Faz parte. É assim, e tanto quanto me é dado a conhecer ainda não há explicação cientifica ou uma fórmula matemática para resolução de relações!
Define um objectivo, cria um plano de acção para atingi-lo e em seguida pega na força que tens dentro de ti e segue em frente. Ergue a cabeça e põe o teu narizito em pé e olha em frente. Sempre em frente. Não percas o teu tempo a olhar para trás, investe-o no futuro. A vida é tãoooo fantástica, tão fabulosa, tão importante e tão curta que temos de a viver ao máximo. Acredita, amiga, esta viagem é tão pequena… não a gastes a sofrer!!




“Este Mundo não tem porta, nem uma chave escondida, por trás de tudo que importa vem um sentido prá vida.” (excerto da música “À Porta do Mundo” de Filipa Pais)

Numa só noite


Vi pessoas muito felizes,
vi pessoas que dançam, que riem
vi pessoas que sorriem
vi pessoas que ganharam um novo sentido para a vida
vi pessoas que insistem em ser felizes
vi pessoas que lutam
vi pessoas menos felizes,
vi pessoas que fingem que estão felizes por defesa e outras por vergonha,
vi pessoas que bebem pra esquecer e outras pra comemorar,
vi pessoas que bebem, só por beber
vi pessoas que escondem os seus medos e receios
vi pessoas que simplesmente não têm vida e tentam fazer da dos outros a sua
vi pessoas que traem e que mentem
vi pessoas que vivem uma vida inexistente
vi pessoas com máscaras elaboradas
vi pessoas tristes, muito tristes
vi pessoas que vêem na noite o seu refúgio
vi pessoas a viver só por um momento
vi pessoas a fazer daquele momento como se do último se tratasse
vi pessoas felizes com a tristeza de outros
vi pessoas que choram de alegria por um reencontro
vi pessoas que choram por dentro uma perda
vi pessoas perdidas, muito perdidas
vi pessoas que não vi
vi pessoas sentadas na beira de uma escada e que não estavam lá
vi pessoas com olhares cruzados e vazios
vi pessoas que já não via há muito tempo
vi pessoas que estão longe, mas tão perto de mim
vi pessoas a quem eu faço falta
vi pessoas que fazem parte da minha vida
vi pessoas que eu amo
vi pessoas que precisam de ajuda e não consigo ajudar…
vi pessoas que dava a minha vida para salvar…
vi pessoas que não existem
vi pessoas….

sexta-feira, 7 de dezembro de 2007

TEMPO

Por vezes digo que gostava que o meu dia tivesse mais horas
Sinto tanta energia dentro de mim…
Que sinto uma enorme necessidade, não de o gastar, mas sim de o investir!

Tenho tanta coisa para fazer, tantos planos, tantos objectivos, tantas vontades, tantos delírios, uma infinidade de projectos…
Pergunto-me diariamente, se o Tempo me vai deixar fazer tudo. Será que vai?

Há tantas pessoas importantes na minha vida, a quem ainda tenho de dizer tanta coisa. Outras, menos importantes, que ainda vou pensar se quero investir o meu tempo com elas.

Engraçado…pensando bem, é bem provável que eu gaste mais do tempo com as pessoas menos importantes, aquelas que nos magoam ou magoaram, do que a investi-lo com as pessoas que são tão importantes na construção do nosso EU.


Será que vale a pena toda a correria da minha vida? Segundo o grande Fernando Pessoa, tudo vale a pena quando a alma não é pequena!

E, na realidade, eu gosto de não ter tempo livre. Gosto da correria, acho que não sei viver de outra forma. Esta é, a minha forma de vida. É assim que eu sou!

Sou feliz, quando olho para trás e vejo que o meu tempo não foi gasto – foi investido! Só peço ao Tempo mais tempo.






O TEMPO e os T´s
este texto acompanha-me desde sempre:

“O tempo perguntou ao tempo
quanto tempo o tempo tem
o tempo respondeu ao tempo
que o tempo tem
tanto tempo
quanto o tempo tem”


Nada melhor para ilustrar o tempo, do que o famoso quadro “A Persistência da Memória” de Salvador Dalí, um dos meus mestres favoritos.


Salvador Dali, A Persistência da Memória (1931)


este quadro tão pequeno é a mais conhecida das obras de Dalí, a flacidez dos relógios pendurados e escorrendo mostram uma preocupação humana, como: tempo e memória. E o próprio Dalí se apresenta na forma de cabeça adormecida que já se pode observar que também está presente em outros quadros de Dalí, segundo Dalí a ideia do quadro ocorreu, e como a paisagem já estava pronta, levou apenas 2 horas para pintá-lo. Gala ao voltar do cinema e avistou o quadro, afirmou que quem visse este quadro jamais o esqueceria.



Salvador Dalí (Figueres, 11 de Maio de 1904Figueres, 23 de Janeiro de 1989) foi um importante pintor catalão, conhecido pelo seu trabalho surrealista. O trabalho de Dalí chama a atenção pela incrível combinação de imagens bizarras, como nos sonhos, com excelente qualidade plástica. Dalí foi influenciado pelos Mestres da Renascença, e foi um artista com grande talento e imaginação. Tinha uma reconhecida paixão por atitudes e por fazer coisas extravagantes destinadas a chamar a atenção, o que por vezes aborrecia aqueles que apreciavam a sua arte, ao mesmo tempo que incomodava os seus críticos, uma vez que a sua forma de estar teatral e excêntrica tendia a eclipsar o seu trabalho no que à notoriedade diz respeito. Fonte: Wikipédia

quinta-feira, 6 de dezembro de 2007

É a sorte, é a sina

Apetece-me acelerar
De saber que não sou o herói que sonhei
É a sorte, é a sina
A vida faz-me bem!

Brincando com fogo



Gosto de brincar com o fogo
Deitar achas na fogueira
Gozar os truques da mente
Confundir toda a gente

Brincadeiras maliciosas
Preversas e gostosas
Adoro coisas perigosas!

quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

uma tarde fria...

Acendemos a lareira,
Colamos a olhar a beleza e o poder do fogo
Instantaneamente tudo foi consumido
Assim como breves momentos

Deliciamo-nos com um copo de bom vinho
O calor aquece-nos a alma e o corpo
simplesmente deixamo-nos ir...
Numa calma incomparável

Gente que corre
Gente que grita
E nós...ali!